Na terra dos Berbères

21 avril 2014

Na terra dos berbères
Na terra dos berbères
Na terra dos berbères

Foram 7 anos desde a última vez que fomos para Marrocos. Era, por hábito, o nosso destino durante as férias da Páscoa.
Nos, aqui tão perto, fomos atravessar o estreito de Gibraltar para matar a imensa saudade dum pais e da sua gente que sempre nos receberam duma forma hospitaleira.
Foi preciso voltar aos lugares da infância das miúdas para encher o coração de novas memórias e seguir por novos caminhos para abraçar novos amigos.

A melodia do adeus

4 avril 2014

A melodia do adeus
Trompe l'œil #azulejos

Foi na madrugada desta manhã que os nossos caminhos se separaram. A C. voou para a Inglaterra e nós, não tarda, rumaremos para sul.
Lisboa, antes de acordar, declamou-me a melodia do adeus.
Até já!

Os estojos

31 mars 2014

Os estojos
Os estojos
Os estojos
Os estojos

Quando olho para a quantidade de peças que já realizei, apercebo-me que já fiz muitos estojos, nomeadamente para os acessórios de tricot e de crochet, para os lápis e as canetas. No fundo, o que muda é a forma e para alguns, o conteúdo. Desta nova série de estojos, alguns são universais, outros mais personalizados em ponto cruz, o que não deixa de ser uma excelente prenda. Do you like it, Vicky?
Lire la suite »

Têtes de nègres

26 mars 2014

L´art de vivre
Têtes de nègres

Não dispenso os acessórios de l’art de vivre à volta dum bom chá ou de uma tisana que vamos bebendo ao longo do dia.
Consoante a infusão, o bule muda de figura.
Sozinha, a dois, em família ou com amigos é um cerimonial que gosto de cultivar.
Uma nova remessa de têtes de nègres segue hoje pelo correio!

Equinoxe

20 mars 2014

Les plus belles fleurs sont celles qui sont cueillies avec le cœur.
Les plus belles fleurs sont celles qui sont cueillis avec le cœur.
Les plus belles fleurs sont celles qui sont cueillies avec cœur.

Les plus belles fleurs sont celles qui sont cueillies avec beaucoup d’amour.
Vive le printemps!

O peso da balança

19 mars 2014

O peso da bança

A balança serve para enganar o seu peso, para alterar o seu humor, para gerir o seu dia.
Parece que vive em função dela.
É assim, desde largos meses, após sucessivos internamentos.
Em casa redobram-se os forças numa cozinha mais que saudável.
Através da balança, procura as gramas que terá conquistado à conta dos pequenos-almoços, dos almoços, dos lanches e dos jantares.
Não vive sem o cinto que ajusta a cintura das calças demasiadas largas. A magreza do corpo nada dentro da camisola. Recusa um novo guarda-roupa porque acredita que tudo não passa dum susto.

Se ao menos o Amor que temos pelo Pai tivesse peso na balança…

Jeu de  patience #pointdecroix #pontocruz
Jeu de patience #pointdecroix  #pontocruz
Done! #pontocruz #pointdecroix

Depois de bordar em ponto cruz as costas do blusão de ganga, para lhe dar mais personalidade, o puxar dos fios revelou-se um verdadeiro jogo de paciência!

Suivre

Recevez les nouvelles publications par mail.

Joignez-vous à 933 followers